"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto". (Rui Barbosa)

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

RESULTADO DO ENEM 2010 - MAIS DO MESMO

O Mec divulgou hoje o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio realizado em 2010. Nenhuma surpresa, as escolas particulares continuam obtendo melhores resultados que as públicas que ficam bem abaixo e não conseguem evoluir ano após ano. A distância entre elas está aumentando cada vez mais, apesar dos "investimentos" que o Governo diz estar fazendo.
O Maranhão continua firme na sua posição de último colocado e nenhum outro estado consegue superá-lo. Das 100 piores escolas do Brasil, 11 estão no nosso Estado (Eita!). E não adianta tentar, pois em matéria de ruindade nós somos campeões. O Governo tem se esforçado bastante para nos manter nesta posição.
Entre as 100 melhores, surpresa 2 são do Maranhão. Escolas particulares, localizadas no abastado bairro Renascença, em São Luís, onde estudam os filhos da elite ludovicense. Era de se esperar resultados melhores pelo preço que cobram, que estão entre os maiores do país.
A média nacional foi de 537 pontos. Fomos um dos três estados que ficaram abaixo da média com 512 pontos. Estamos ao lado de Tocantins e atrás do Piauí. O consolo será dizer que empatamos em último.
Vergonha! Esse é o sentimento dos educadores maranhenses, principalmente aqueles que atuam na rede pública. Mas já antecipo que a culpa não pode e não deve ser atribuída aos educadores, num Estado em que não se respeita os professores e em que o Governo se recusa a aplicar a Lei do Piso, onde os gestores ficam abandonados a própria sorte, onde os investimentos são cada vez menores, onde faltam nas escolas instrumentos básicos como giz, apagador, carteiras para os alunos sentarem.
Aqui, professores de Biologia, Física, Matemática..., são contratados quando o ano letivo já está no final porque a Secretaria de Educação não tem cotas, alegação feita pelos Gestores Regionais de Educação. Aqui, ninguém se preocupa com o cumprimento dos 200 dias letivos, muito menos com a carga horária. Não tem cotas e não tem planejamento, essa é a grande questão. Não tem gente competente também. A Secretaria de Educação é um amontoado de gente da terceira idade, acomodada por apadrinhamento em cargos para os quais não tem nenhum preparo. Quem visita aquela repartição por dever de ofício sabe que lá nada funciona, ninguém tem respostas, ninguém tem solução. O cargo de Secretário, via de regra, tem sido ocupado por pessoas sem vivência, sem formação adequada, obedecendo a critérios políticos e fazendo merda.
Então, diante de tudo isso, esperar um resultado diferente é no mínimo ilusão. Estamos onde deveríamos estar. Fazemos pouco porque o Estado faz pouco, paga pouco e não cria as condições necessárias para mudar a realidade em que vivemos. Pergunto então: e a prometida Revolução na Educação que tanto ouvimos no horário eleitoral? Não seria esse o melhor (dos quatro) Governo da vida da Governadora?
Os resultados de cada escola estão disponíveis para consulta no site do Inep.

Nenhum comentário:

Postar um comentário